Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Nick McCarthy após a saída do Franz Ferdinand

20 de julho de 2016 às 19:01 por Simone


“N√≥s precisamos investir muito em uma babysitter para conseguir escrever esse √°lbum.”

 

Nick McCarthy cresceu em Rosenheim e foi um dos membros fundadores da banda brit√Ęnica Franz Ferdinand, uma das melhores e mais bem sucedidas bandas de indie-rock dos anos 2000. Na √ļltima semana os f√£s levaram um leve choque: ele deixou a banda, fez um projeto pr√≥prio com sua esposa, com o qual se apresenta em Munique no final de semana.

Por: Sebastian Heigl 20.07.2016

41663994-100-_v-img__16__9__l_-1dc0e8f74459dd04c91a0d45af4972b9069f1135

Depois de v√°rias vezes no top 10 de √°lbuns, o Mercury Prize e dois Brit Awards uma pausa √© requerida. Nick McCarthy, guitarrista solo da banda brit√Ęnica Franz Ferdinand, faz uma pausa. Mas a pausa n√£o significa uma sa√≠da definitiva do universo da m√ļsica. Na √ļltima semana McCarthy lan√ßou com o seu novo projeto “MANUELA” o primeiro single, “Cracks In The Concrete”. Na √ļltima segunda-feira √† noite ele se apresentou na Kammerspiele de Munique em um evento beneficente para o c√≠rculo cultural da cidade. Sebastian Heigl encontrou-se com ele l√° e conversaram sobre separa√ß√£o, repara√ß√£o e sobre a MANUELA.

SH: Você se separou do Franz Ferdinand, ou melhor dizendo, fez uma pausa. O que te levou a essa decisão?

McCarthy: Eu queria simplesmente fazer algo diferente. Eu estou agora h√° 15 anos com o Franz Ferdinand, viajei em tour ao redor do mundo e gravei √°lbuns. Eu tamb√©m n√£o queria mais apenas escrever m√ļsicas com dura√ß√£o de tr√™s minutos, – eu queria simplesmente experimentar coisas diferentes – e tamb√©m estar em casa, eu tenho duas crian√ßas. Os caras da banda entendem isso naturalmente, eles vem isso tamb√©m muito positivamente. Eu acho legal tamb√©m que eles v√£o continuar. Ent√£o… por que n√£o?

SH: Voc√™ come√ßou agora um novo projeto com sua esposa, ele se chama MANUELA. Ent√£o como voc√™s chegaram a essa ideia de escrever m√ļsica juntos?
McCarthy: Eu j√° escrevo h√° muitos anos m√ļsicas junto com minha esposa. N√≥s j√° tivemos tamb√©m juntos uma banda, o Box Codax. Agora eu decidi tirar um tempo de f√©rias do Franz Ferdinand. A √ļnica coisa que mudou foi que agora eu tenho tempo, e ent√£o a partir disso surgiu um √°lbum. Ent√£o n√≥s falamos: vamos tocar em alguns shows e vemos ent√£o o que podemos fazer. Como sempre fazemos.

SH: Existe entre voc√™s alguma distribui√ß√£o? Quem escreve as letras, quem escreve a m√ļsica?
McCarthy: A Manuela de fato escreve boas letras, por isso eu preferencialmente n√£o fa√ßo isso. Eu escrevi a maioria das m√ļsicas. Mas isso √© dif√≠cil para um casal: as crian√ßas normalmente est√£o sempre por perto. N√≥s precisamos investir muito dinheiro em uma babysitter para conseguir escrever esse √°lbum. Parece chato, mas Rock’n roll tamb√©m. Mas foi muito bom ter tempo sozinho de novo. Veio muito amor atrav√©s das can√ß√Ķes. O √°lbum tamb√©m j√° est√° pronto. Ser√° lan√ßado entre tr√™s ou quatro meses, eu acho. N√≥s vamos entrar em Tour em outubro, novembro e ent√£o no ano novo.

SH: Na semana passada voc√™s disponibilizaram sua primeira can√ß√£o do √°lbum “Cracks In The Concrete”. Assim que se escuta, percebe-se que voc√™s se aproximaram bastante do som dos anos 80. Sintetizadores anal√≥gicos, bateria eletr√īnica (de computador). Por que os anos 80?
McCarthy: A era foi maravilhosa. Eu amo tamb√©m os LP’s dos anos 70. No qual todos os outros instrumentos eram tocados e apenas o baterista estava na bateria. E claro tamb√©m o Goth-Zeug, nele tamb√©m tinha sempre sintetizadores. Em “Sister of mercy”, por exemplo. Eu sempre flertei com os anos 80, tamb√©m quando eu estava no Franz Ferdinand, claro.

SH: O que você vai sentir falta no Franz Ferdinand? Melhor dizendo, você poderia se imaginar em algum momento voltando para a banda?
McCarthy: Para mim foi simplesmente uma banda insanamente incr√≠vel. Simplesmente funcionou com a gente. Isso provavelmente nunca acontecer√° de novo na minha vida. N√≥s toc√°vamos qualquer can√ß√£o e isso claramente funcionava, isso √© algo que n√£o pode ser explicado, e esse tipo de coisa funciona muito raramente. E tamb√©m o √ļltimo concerto do Franz Ferdinand aqui em Munique foi simplesmente incr√≠vel. O Zenith tava t√£o cheio. Ent√£o eu de fato vou sentir falta disso e isso talvez me pressione de volta. Eu quero dizer…o Alex mora aqui bem na minha esquina e n√≥s ainda nos vemos, isso acontece. O que quero dizer, por outro lado, que para eles me substitu√≠rem eles v√£o precisar de duas pessoas (risos). N√£o, isso n√£o faz sentido!

TRADUÇÃO / AGRADECIMENTOS: Karen Lima 

FONTE: Bayern 2 | Fuck yeah SAUSAGE!

  

Categorias

Arquivos

Links